Membro de uma grande ordem de mamíferos, Rodentia, com cerca de 1.700 espécies. São três as principais espécies consideradas pragas nos centros urbanos:

RATAZANA

Ratazanas (Rattus Norvegicus)- É o mais comum dos roedores urbanos. Tem hábitos noturnos, sedentários e agressivos. Normalmente vivem nas áreas externas das residências. Abrigam-se em tocas (ninheiros) e galerias que cavam as fundações dos edifícios, em depósitos de lixo, nos jardins, à beira de córrego ou valas. Possuem hábitos semi-aquáticos e são excelentes nadadoras. Alimentam-se preferencialmente de peixes, carnes e cereais. Dificilmente ficam abrigadas em locais com distância superior a 45 m  a fonte de alimento.

RATO DE TELHADO (RATO PRETO)

Rato (Rattus rattus)- Conhecidos como “ratos de forro”, são menores do que as ratazanas, ágeis e possuem o focinho afilado. A cauda é mais longa do que o conjunto cabeça e corpo, possibilitando um melhor equilíbrio. A coloração varia entre o preto e o cinza escuro.
As orelhas são grandes e proeminentes. As fezes são fusiformes, medindo cerca de 12 mm.- Abrigam-se acima do nível do solo.
Em residências escondem-se em forros e sótãos. Nas áreas abertas, preferem o topo das árvores.
São onívoros, preferem frutas, legumes e cereais. Dificilmente abrigam-se em locais com distância superior a 45 m da fonte de alimento.

CAMUNDONGO

Camundongos (Mus musculus)- É o menor dos roedores domésticos. Tem tamanho aproximado de 18 cm, sendo 9 cm de corpo e 9 cm de cauda. Seu peso é aproximadamente de 15 gramas. O corpo é pequeno e delicado, revestido com pelos de coloração acinzentada. As orelhas são proeminentes e os olhos são vivos e salientes. As fezes são pequenas, finas e com as pontas afiladas, podendo ser confundidas com as fezes de baratas.
Não deve modificar o ambiente, pois os ratos tem neofobia, sendo assim recusando o alimento envenenado.